No ano de 1955, já pensando num futuro promissor, nosso presidente era funcionário da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). A companhia possuía em torno de 18 máquinas escavadeiras para retirada de carvão a céu aberto. Todas estas máquinas trabalhavam com motores e geradores de corrente contínua, quando, após um determinado período de funcionamento, surgiu a necessidade da manutenção de seus motores.

Como estas máquinas eram importadas, havia dificuldade na aquisição de seus componentes. Nesta mesma época a CSN, baseada em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, montou uma oficina elétrica supervisionada por americanos, a fim de executar o reenrolamento de motores elétricos especiais. Assim, foi oferecida ao Sr. Antônio Manoel Inocêncio a realização de um estágio nesta nova oficina, onde o mesmo adquiriu conhecimentos na tecnologia de recuperação de motores.

A INO iniciou suas atividades como empresa individual em 1972, em nome do Sr. Antônio Manoel Inocêncio, hoje é seu diretor presidente. Estas atividades foram voltadas para a prestação de serviços em motores elétricos de corrente alternada e de corrente contínua nas minerações de carvão existentes em nossa região, a base de nossa economia na época.

Com a mecanização das minas através da instalação de equipamentos importados, surgiu a necessidade de recuperar os motores utilizados nestas máquinas. Assim, em 1980, consolidou-se a INO INOCÊNCIO LTDA, prestadora de assistência técnica para todas as mineradoras da região carbonífera. A INO também passou a implementar eu seu trabalho as novas tecnologias das empresas junto às quais se credenciou. Na linha de motores de tração de locomotivas e trens elétricos efetuou parcerias com empresas dos Estados Unidos e Canadá, países mais desenvolvidos na área.

A INO tem como filosofia que seu maior patrimônio tecnológico são os seus colaboradores.